Paulo de Tarso: a sua relevância atual

Este é o tema de capa da edição 286 da IHU On-Line, de 22-12-2008. Contribuem para a discussão Hermann Häring, Alain Gignac, Rémi Brague, Jean-Claude Eslin, Maria Clara Bingemer, Eduardo Pereira, Diane Kuperman e Jerome Murphy O’Connor.

“O crescente interesse de tantos pensadores, na atualidade, por Paulo de Tarso é, de fato, um fenômeno fascinante”, constata Hermann Häring, teólogo alemão. Ele se refere a Giorgio Agamben, Alain Badiou, Slavoj Zizek, Jean-François Lyotard, Jacob Taubes, autor do clássico A teologia política de Paulo, que se debruçaram sobre a obra paulina, pois, “todos eles descobrem em Paulo uma força política atual relevante”. Desta maneira, “eles transformam Paulo – querendo ou não – numa figura central de nossa época”, completa o pesquisador dos escritos paulinos, Alain Gignac.

Analisar a contribuição de Paulo de Tarso (10 a 67 d. C.) para a formação do pensamento contemporâneo é a proposta desta última edição, neste ano, da IHU On-Line. Assim, entrevistamos pesquisadores que analisam, sob diferentes prismas, o legado paulino.