Dívida pública. Quem ganha? Quem perde?

A dívida pública é, atualmente, um dos principais alimentos do capitalismo, favorecendo a concentração de renda no setor financeiro e aumentando ainda mais o seu poder, como constata Maria Lucia Fattorelli nesta edição. “O que mata não é o tamanho da dívida, mas a taxa de juros, que faz com que esta tenda a crescer sempre”, afirma, peremptório, o economista Amir Khair. “Apesar de todo o esforço do setor público em pagar, ele não consegue”. Desta forma, como descreve Ivo Poletto, o Brasil se mantém como um dos pilares da especulação financeira globalizada.

Contribuem com o debate Rodrigo Vieira de Ávila, Adriano Benayon, Amir Khair, João Sucupira, Ivo Poletto, Maria Lucia Fattorelli, Wilson Cano e Guilherme Delgado.