Edição 410 | 03 Dezembro 2012

Elefante Branco e uma Buenos Aires pouco conhecida

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Thamiris Magalhães

A realidade da miséria, religião, política e a afetividade de uma favela da periferia de Buenos Aires são os assuntos principais abordados no longa-metragem Elefante Branco (Pablo Trapero, Argentina, 2012, 110min), que estará em exibição no Instituto Humanitas Unisinos – IHU, no próximo dia 6 de dezembro, em três oportunidades. A primeira Sessão será das 9h às 11h; a segunda, das 16h30 às 19h, seguida de debate, com a professora Dra. Susana Rocca, da Unisinos; e a terceira será exibida das 19h30 às 21h30. Todas as exibições serão transmitidas na Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros, no IHU. Mais informações: http://migre.me/c9l47.

 

Para o jornalista Celso Sabadin, Elefante Branco mostra uma Buenos Aires que o turista nunca viu, muito mais parecida com a Barcelona de “Biutiful”. “É neste apocalíptico cenário (verídico) que os padres e mais a assistente social Luciana (Martina Gusman, esposa do diretor) vão lutar – ou pelo menos tentar – contra uma realidade bem conhecida de nós, brasileiros. Drogas, corrupção, moradias sub-humanas, invasões policiais, tiroteios... já conhecemos este filme. Ainda que nunca tão bem filmado como faz Trapero, que além de aqui reconfirmar sua sempre afiada habilidade de cineasta também nos brinda com um roteiro consistente, que passa longe do maniqueísmo simplista, construindo personagens críveis e vigorosos.” Leia a crítica completa do filme em http://migre.me/c9lAN. Leia, ainda, a matéria “Elefante Branco” debate miséria, religião, política e afetividade, publicada nas Notícias do Dia 08-11-2012, disponível http://bit.ly/SvK1Uv. 

FICHA TÉCNICA

Diretor: Pablo Trapero

Elenco: Ricardo Darín, Martina Gusman, Jérémie Renier, Federico Benjamín Barga, Mauricio MInetti, Walter Jakob

Produção: Alejandro Cacetta, Juan Pablo Galli, Juan Gordon, Pablo Trapero, Juan Vera

Roteiro: Pablo Trapero

Fotografia: Guillermo Nieto

Trilha sonora: padres, problemas sociais, narcotráfico, polícia

Duração: 110 min.

Ano: 2012

País: Argentina, Espanha

Gênero: Drama

Cor: Colorido

Distribuidora: Paris Filmes

Estúdio: Matanza Cine / Morena Films / Patagonik Film Group

Classificação: 16 anos

 

Últimas edições

  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição
  • Edição 543

    Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

    Ver edição