Edição 222 | 04 Junho 2007

Rûmî: o extraordinário poeta e místico do Amor

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

IHU Online

O editor responsável da Editora Fissus fala, no breve artigo que enviou à redação da IHU On-Line, sobre Rûmî e sobre o livro de Faustino Teixeira e Marcco Lucchesi que será em breve lançado pela referida editora: O canto da Unidade: em torno da poética de Rûmî. Confira: 

A importância do livro O canto da Unidade: em torno da poética de Rûmî é apenas o retrato do interesse crescente no ocidente por Jalâl al-Din Rûmî. Um reflexo do reconhecimento do que representa a obra de Rûmî, é o fato de a UNESCO ter consagrado a ele o ano de 2007, quando se completam 800 anos do seu nascimento. Foi com o intuito de comemorar essa data e homenagear esse poeta tão singular que a Fissus lança essa publicação, com destaque particular para o fato de que, pela primeira vez, apresenta-se a poesia de Rûmî traduzida diretamente do persa para o português.
 
Rûmî recebeu treinamento como pregador e jurista islâmico, mas transformou-se em um professor ecumênico com inclinação poética, e é agora reconhecido como um dos mais profundos mestres místicos e poetas da história humana, sendo reverenciado como um santo por pessoas das mais variadas confissões religiosas, de tal sorte que muçulmanos e ocidentais fazem peregrinação ao mausoléu onde está enterrado, em Konia, Turquia, onde também já estive.
 
Embora já haja ótimos livros publicados em traduções feitas no Brasil da obra de Rûmî, a verdade é que circulam, ainda e infelizmente, dentro de círculos relativamente restritos. Rûmî foi um escritor prolífico, e sua obra é imensa e extremamente rica. Sua leitura se faz em diferentes camadas, e o seu valor maior está exatamente nessa capacidade de permitir a elevação dos níveis de consciência. Cada leitura tem a capacidade de ilustrar novos conhecimentos e entendimentos sobre a relação humana com o Divino. Na medida em que contribui para uma maior divulgação da vida e da obra de Rûmî, O canto da Unidade dá a sua modesta contribuição a uma exposição crescente da obra desse extraordinário poeta e místico do Amor.
 
A razão é impotente na expressão do Amor.
Somente o Amor é capaz de revelar a verdade do Amor
E ser um Amante.
O caminho de nossos profetas é o caminho da Verdade.
Se queres viver, morra no Amor;
Morra no Amor, se queres permanecer vivo.

(Rûmî)
 
A Fissus tem como proposta a edição de livros de diferentes tradições espirituais, que possam ter uma verdadeira função para pessoas de diversos credos que busquem no sagrado um caminho do conhecimento de si. É o que poderíamos chamar de religião viva ou espiritualidade verdadeira. Lançamos nossos primeiros livros em 1999, tendo publicado O Dalai Lama fala de Jesus e Novas sementes de contemplação, de Thomas Merton  . Temos, nesse caso, um livro budista com contornos cristãos, e um monge trapista a falar da contemplação como caminho para o Divino. Os livros que se seguiram, em sua maioria, foram em torno de outras tradições religiosas, como o sufismo, onde o próprio Rûmî se inclui, e até mesmo tradição tolteca , com o livro Além do medo, de Miguel Ruiz e Mary Carroll Nelson. Essa linha não exclui outros temas, mas representa o nosso enfoque mais específico. O nosso site – www.fissus.com.br - pode oferecer uma visão detalhada do que já realizamos.

 

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição