Edição 510 | 04 Setembro 2017

A sensibilidade religiosa de Thoreau

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

A edição número 123 do Cadernos Teologia Pública traz o artigo de Edward F. Mooney, doutor em Filosofia pela University of California Santa Barbara, professor no departamento de Religião e Filosofia da Syracuse University, no Estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos. “A prática religiosa de Thoreau é a reverência e devoção às coisas do espírito. Sua reverência é pelas coisas que estão impregnadas de espírito, encontradas aqui, em todo canto ao nosso redor”, destaca. E completa: “ainda mais importante, sua prática é servir aos outros, em especial àqueles escravizados, que necessitam de auxílio ou são esquecidos. Ele vive os seus Paraísos e Infernos particulares, seu jeito de meditar e de permanecer imóvel. Ele exulta na presença do sagrado por todos os lados – no rosto de um trabalhador, em revolucionários como John Brown, no chamado zombeteiro da mobelha no meio do lago, no sussurrar das árvores e nos campos desolados no topo do Monte Ktaadn”.

 

Acesse a versão completa desse Cadernos Teologia Pública.

Esta e outras edições do Cadernos Teologia Pública também podem ser obtidas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos - IHU, no campus São Leopoldo da Unisinos (Av. Unisinos, 950), ou solicitadas pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Informações pelo telefone (51) 3590-8213.

Últimas edições

  • Edição 510

    Pra onde ir - A crise do Rio Grande do Sul vai além da questão econômica

    Ver edição
  • Edição 509

    Henry David Thoreau - A desobediência civil como forma de vida

    Ver edição
  • Edição 508

    Populismo segundo Ernesto Laclau. Chave para uma democracia radical e plural

    Ver edição