Edição 507 | 19 Junho 2017

Linha do tempo

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Leia mais notícias na página do IHU


Número de mulheres vítimas de agressão doméstica cresceu 61% em dois anos
O percentual de mulheres que se identificaram como vítima de violência doméstica subiu 61% de 2015 a 2017, segundo a sétima edição do Relatório Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, realizado pelo instituto de pesquisa DataSenado, em parceria com o Observatório da Mulher contra a Violência.

A reportagem é de Marianna Rosalles, publicada por Brasil de Fato, reproduzida no sítio do IHU

****

1º Dia Mundial dos Pobres –Mensagem do Papa Francisco
“Convido a Igreja inteira e os homens e mulheres de boa vontade a fixar o olhar, neste dia, em todos aqueles que estendem as suas mãos invocando ajuda e pedindo a nossa solidariedade. São nossos irmãos e irmãs, criados e amados pelo único Pai celeste”, afirma o Papa Francisco, no dia 13-6-2017, festa de Santo Antônio.

A mensagem foi divulgada pela Sala de Imprensa do Vaticano e reproduzida no sítio do IHU

****

Me desculpe, Haddad, mas o senhor não entendeu nada de Junho de 2013
“Me desculpe, Haddad, mas o senhor não entendeu nada de Junho de 2013. A lista de razões para Junho eclodir é imensa, assim como a lista de erros do PT. Haddad não consegue entender Junho porque Junho se enfrentou contra todo o establishment, o que incluía o seu partido”, escreve Guilherme Kranz, militante do Coletivo às Ruas.

O artigo foi publicado no site Esquerda Diário e reproduzido no sítio do IHU

****

Os robôs acabarão com os empregos?
“É certo que a automação e os robôs eliminarão muitas tarefas e postos de trabalhos. Mas só causarão quedas no número total de postos de trabalho se - e apenas se - não diminuir a jornada de trabalho, e também se forem mantidas as políticas econômicas atuais, orientadas para a produção artificial da escassez, pois dessa forma os salários são reduzidos e a taxa de lucro das grandes empresas e dos bancos, aumentada”, afirma Juan Torres López, economista espanhol.

O artigo foi publicado na página El Diario reproduzida no sítio do IHU.

****

Como os novos movimentos eclesiais estão mudando a Igreja?
“Os novos movimentos eclesiais não são, aos olhos de Francisco, as ‘elites’ especiais da nova evangelização, como eram nos papados de João Paulo II e Bento XVI. Ao percebê-las, Francisco critica explicitamente qualquer tendência sectária. Mas o próprio Papa entende que esses movimentos estão produzindo sacerdotes novos e muito necessários em uma Igreja Católica que ainda precisa que o clero funcione”, constata Massimo Faggioli, professor de teologia e estudos religiosos na Universidade Villanova.

O artigo foi publicado por Commonweal e reproduzido no sítio do IHU.

****

A esquerda atual. Entrevista com o pensador belga Bruno Bosteels
“O que a esquerda, muitas vezes, fez frente à derrota, por se tratar de uma experiência traumática, implica certo bloqueio, certo desvio, certa estratégia de evitar. Não se trata de julgar negativamente essas respostas; cada pessoa lida com esse passado da forma como pode”, afirma Bruno Bosteels, conhecido por suas traduções da obra de Alain Badiou e seus estudos no campo da filosofia.

A entrevista é de Lucía Naser e Gabriel Delacoste, publicada por La Diaria, reproduzida no sítio do IHU.

Últimas edições

  • Edição 507

    Gênero e violência - Um debate sobre a vulnerabilidade de mulheres e LGBTs

    Ver edição
  • Edição 506

    Os coletivos criminais e o aparato policial. A vida na periferia sob cerco

    Ver edição
  • Edição 505

    Giorgio Agamben e a impossibilidade de salvação da modernidade e da política moderna

    Ver edição