Edição 505 | 22 Maio 2017

Publicações - Cerrado. O laboratório antropológico ameaçado pela desterritorialização

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Cadernos IHU Ideias

Nesta entrevista, Altair Sales Barbosa analisa os movimentos de variadas formas de vida ao longo
de eras no Cerrado e como a ação do ser humano contemporâneo vem ameaçando a todas. O Cerrado brasileiro abriga não só riqueza em termos de fauna e flora. Destruir esse bioma significa mexer com questões geológicas e hídricas que trará repercussões a todo o Brasil. Além disso, pode significar uma perda arqueológica e de formas de vidas que lá existem há milênios e que não se recuperarão mais.

Altair Sales Barbosa possui graduação em Antropologia pela Pontificia Universidad Católica de Chile, doutorado em Arqueologia Pré-Histórica pela Smithsonian Institution - National Museum of Natural History, de Washington, Estados Unidos. É coordenador do projeto Enciclopedia Virtual do Cerrado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Goiás, do qual é sócio titular.

Esta e outras edições do Cadernos IHU ideias podem ser obtidas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos – IHU, no campus São Leopoldo da Unisinos (Av. Unisinos, 950), ou solicitadas pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Informações pelo telefone (51) 3590-8213.

Últimas edições

  • Edição 513

    Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

    Ver edição
  • Edição 512

    Revolução Pernambucana. Semeadura de um Brasil independente, republicano e tolerante

    Ver edição
  • Edição 511

    Francisco Suárez e a transição da escolástica para a modernidade

    Ver edição