Edição 480 | 07 Março 2016

Linha do Tempo

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

A IHU On-Line apresenta seis notícias publicadas no sítio do Instituto Humanitas Unisinos - IHU, entre os dias 29-02-2016 e 04-03-2016, relacionadas a assuntos que tiveram repercussão ao longo da semana

Nova fase da Operação Lava Jato chega ao ex-presidente Lula 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o principal alvo da 24ª fase da operação Lava Jato, realizada na manhã da última sexta-feira. Agentes da Polícia Federal chegaram ao apartamento do petista em São Bernardo do Campo por volta das 6h para cumprir ordem de busca e apreensão emitida pelo juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, responsável pelos processos da operação em primeira instância. Além disso, Lula é alvo de um mandado de condução coercitiva (quando o investigado é obrigado a depor). 

A informação é de Gil Alessi, publicada por El País, em 04-03-2016.

O ex-presidente é suspeito de ter recebido vantagens indevidas de empreiteiras durante e após seu mandato, como a reforma de um sítio frequentado por ele em Atibaia e de um apartamento tríplex no Guarujá.

 

As suposições sobre o caso Delcídio

“A operação deflagrada na manhã da última sexta-feira, visando levar Lula coercitivamente para depor, resolve o enigma. O vazamento foi preparação para ela”. Segundo o jornalista, “explica também a saída do Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo. E pode esclarecer, também, a conduta da Procuradoria Geral da República: o depoimento de Delcídio estava com ela”. E pergunta: “Explicaria também o fato do relatório sair em uma revista alinhada com Aécio, por uma repórter próxima a Cardozo?”

O comentário é de Luis Nassif, jornalista, publicado por Jornal GGN, em 04-03-2016.

Vamos ao nosso jogo de xadrez sobre o terremoto político da última quinta-feira, com a notícia sobre a suposta delação premiada do senador Delcídio do Amaral.

 

Não é o shortinho, é o que o shortinho representa

O abaixo-assinado Vai ter shortinho sim, feito por alunas do tradicional Colégio Anchieta, em Porto Alegre, fez verão na mídia aqui do sul durante toda a última semana. No manifesto que acompanha a petição – que já conta com mais de 20 mil apoiadores – as gurias exigem que algumas regras do vestuário sejam alteradas pela escola. Criada por alunas do ensino médio e acompanhada por uma carta aberta aos coordenadores e diretores da instituição, a ação tipicamente feminista deixou muita gente confusa.

A reportagem é de Joanna Burigo, publicada por CartaCapital, em 02-03-2016.

No comovente manifesto, meninas entre 13 e 18 anos exigem que a escola se ocupe de ensinar respeito em vez de ditar o que elas podem ou não vestir, explicam que regulações acerca da indumentária feminina reforçam a ideia de que assediar é da natureza do homem, e pedem que a escola abandone a mentalidade de que cabe às mulheres a prevenção da violência sexual.

 

'Banalização de quebra de sigilo pode levar à sociedade de vigilância', diz pesquisador

Um dos principais nomes nas áreas de governança e estrutura da internet no Brasil, o advogado Ronaldo Lemos, diretor e fundador do Instituto de Tecnologia Social, avalia que a prisão do vice-presidente do Facebook para a América Latina constitui um "exagero e um equívoco" e adverte que a banalização da quebra de sigilo na internet pode levar a uma "sociedade de vigilância". Em entrevista à BBC Brasil, Lemos analisou os potenciais impactos da decisão no Brasil e em outros países.

A entrevista é de Jefferson Puff, publicada por BBC Brasil, 01-03-2016.

Professor de direito na UERJ, mestre em direito pela Universidade de Harvard e pesquisador visitante do MIT Media Lab e da Universidade de Oxford, Lemos foi um dos idealizadores do Marco Civil da Internet, lei aprovada em 2014.

 

Governo 'está chutando' sobre zika e pode protagonizar 'escândalo global', diz professor da USP

Apesar de o ministro da Saúde, Marcelo Castro, dizer que não há mais dúvidas de que o zika causa microcefalia em recém-nascidos, há quem questione a afirmação e critique o tom de certeza do governo. "É questão superada", disse recentemente Castro, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. "A causa da epidemia de microcefalia é o vírus da zika. O que não tem resposta ainda é se o vírus é causa suficiente para provocar microcefalia ou se precisa de alguns fatores contribuintes."

A reportagem é de Ruth Costas e Ingrid Fagundez, publicada por BBC Brasil, em 01-03-2016.

Para o professor de epidemiologia da USP, Alexandre Chiavegatto, porém, qualquer cientista que analisar com rigor as evidências que vêm sendo enumeradas pelo ministro para provar essa relação causal se dará conta de que elas são insuficientes.

 

“Que o eco de ‘Spotlight’ chegue ao Vaticano. É hora de proteger as crianças”

Ao retirar a estatueta da “Academy”, o produtor de ‘Spotlight’, Michael Sugar, dirigiu-se diretamente à Santa Sé: “Este filme deu voz aos sobreviventes, e o Óscar amplia esta voz. Esperemos que se converta em um coro, capaz de ressoar até o Vaticano. Papa Francisco: chegou a hora de proteger as crianças e de restaurar a fé”.

A reportagem é de Paolo Mastrolilli, publicada por Vatican Insider, em 01-03-2016. A tradução é do Cepat.

Foi uma surpresa o filme dedicado aos abusos sexuais cometidos por sacerdotes em Boston e ao acobertamento do então cardeal Law, e poderia parecer um ‘complô’ de Hollywood para golpear a Igreja. Porém, o Vaticano estava pronto e há tempo havia optado pela linha de não contra-atacar, mas, ao contrário, de escutar as razões e buscar soluções.

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição