Edição 459 | 17 Novembro 2014

Interculturalidades no Sul Global. Descolonização, Direitos Culturais e Política em debate

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

Com o intuito de encorajar a comunidade acadêmica e o público em geral a discutir problemas específicos do Sul Global, especialmente da África e da América Latina, desde o referencial teórico descolonial, a revista IHU On-Line desta semana participa da discussão do tema do evento Interculturalidades no Sul Global. Descolonização, Direitos Culturais e Política em debate, promovido pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI e Universidade de Santiago do Chile e apoiado pelo Instituto Humanitas Unisinos – IHU.

Muitos dos pesquisadores e pesquisadoras de várias partes do Sul Global que participarão do evento em São Miguel das Missões e em São Leopoldo, respectivamente, contribuem nesta edição.

Eduardo Devés-Valdés, professor do Doutorado em Estudos Americanos e do Mestrado em Estudos Internacionais da Universidade de Santiago do Chile, defende um projeto político livre dos medos e a favor da liberdade.

Diante dos paradoxos da aplicabilidade da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a professora e pesquisadora da Unisinos Fernanda Frizzo Bragato discute a construção permanente dos sentidos dos Direitos Humanos, sustentando que a conquista da dignidade humana decorreu da luta contra o que há de mais irracional e inumano.

Germain Ngoie Tshibambe, decano da Faculdade de Ciências Sociais, Políticas e da Administração na Universidade de Lubumbashi - Congo, analisa a produção do conhecimento entre os hemisférios e sugere a ampliação dos fluxos de trocas.

O professor português Fernando Campos, que leciona na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias – ULHT, faz uma abordagem sobre a democracia e a prática da reciprocidade nos Direitos Humanos no Sul Global.

Gladys Lechini, professora e pesquisadora no Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas, na Argentina, argumenta que devemos pensar o “Sul” para além da geografia, a acepção política e econômica do termo.

O filósofo e cientista político Lewis Gordon, professor de Filosofia, Estudos Africanos, Estudos Judaicos e Vida Judaica Contemporânea da Universidade de Connecticut, nos EUA, propõe repensar a relação com os clássicos canônicos e centristas.

Por sua vez, Mbuyi Kabunda, professor do Instituto Internacional de Direitos Humanos de Estrasburgo e professor de Relaciones Internacionais e Estudos Africanos do mestrado da Universidad Autónoma de Madrid - UAM, defende o neopanafricanismo como alternativa ao neoliberalismo.

Santiago Castro-Gómez, professor de Filosofia na Universidade Javeriana, em Bogotá, que debate a filosofia latino-americana, produzida em nosso continente desde uma perspectiva genealógica.

Na última semana, a Unisinos acolheu diversos pesquisadores e pesquisadoras provenientes de várias partes do mundo que participarem do XVI Simpósio Internacional IHU Companhia de Jesus. Da supressão à restauração. Publicamos, nesta edição, uma série de reportagens sobre as conferências realizadas, entre elas, dos conferencistas internacionais Pedro Lamet, poeta, escritor e jornalista; Ugo Baldini, professor doutor da Università degli Studi di Padova, na Itália; Marek Inglot, professor na Pontificia Università Gregoriana, em Roma, Itália; e José Eduardo Franco, professor do Centro de Literaturas de Expressão Portuguesa da Universidade de Lisboa.

Também podem ser lidas nesta edição a entrevista com o teólogo Gaymon Bennett, professor de Religião, Ciência e Tecnologia na Faculty of Religious Studies, no Arizona (EUA), que reflete sobre o espaço do teólogo nas discussões que envolvem a sociedade tecnocientífica.

A todas e a todos uma boa leitura e uma excelente semana!

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição