Edição 457 | 27 Outubro 2014

Quem foi Charles Peirce?

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

Nascido em Cambridge, Massachussetts, em 1839, Charles Sanders Peirce foi um filósofo, cientista e matemático. A cidade é o lar das Universidades de Harvard e do MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Foi na Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard que ele graduou-se em Química, área em que atuou durante quase três décadas. Na mesma universidade conheceu William James, amigo e importante pensador construtivista – com quem romperia anos mais tarde devido à controvérsias envolvendo o pragmatismo. Filho de um influente astrônomo e matemático, Peirce guiou seu trabalho por estes ramos, trabalhando em diversos institutos e entidades de pesquisa até que em 1879 foi indicado como professor de Lógica na Johns Hopkins University.

Nascido em Cambridge, Massachussetts, em 1839, Charles Sanders Peirce foi um filósofo, cientista e matemático. A cidade é o lar das Universidades de Harvard e do MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Foi na Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard que ele graduou-se em Química, área em que atuou durante quase três décadas. Na mesma universidade conheceu William James, amigo e importante pensador construtivista – com quem romperia anos mais tarde devido à controvérsias envolvendo o pragmatismo. Filho de um influente astrônomo e matemático, Peirce guiou seu trabalho por estes ramos, trabalhando em diversos institutos e entidades de pesquisa até que em 1879 foi indicado como professor de Lógica na Johns Hopkins University. 

Passou a refletir, então, sobre aquilo que viria ser a máxima pragmática - um princípio regulador de lógica, ou uma ferramenta de definição de conceitos. Foi ainda a partir desse lastro como um pesquisador das ciências e da epistemologia do conhecimento que reflete, especialmente, sobre a relação com o Signo – cuja teoria geral de ação é chamada Semiose. Peirce é tido como fundador da Semiótica americana, a partir da tríade “objeto, interpretante e representâmen”. 

Reconhecido como um dos mais importantes pensadores do século XIX, por nomes como Karl Popper e Bertrand Russel, Peirce faleceu aos 74 anos em 1914. Inspirado no centenário de sua morte, esta edição da IHU On-Line convidou pesquisadores da obra do pensador norte-americano que estiveram presentes no evento internacional em sua homenagem - o The 2014 Charles S. Peirce International Centennial Congress – para discutir a sua representatividade e atualidade até os dias de hoje. 

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição