Edição 426 | 02 Setembro 2013

MARSHALL, Alfred. “Principios de Economia”. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

Sala de Leitura
MARSHALL, Alfred. “Principios de Economia”. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

Um livro que acho interessantíssimo, que tenho relido constantemente e sempre descubro novos pontos de vistas, é Princípios de Economia, de Alfred Marshall. Diversos textos de economistas geraram distensões intelectuais e foram motivadores de rupturas nos movimentos políticos e sociais. Nesse sentido, Marshall rompe com a tradição da Economia Clássica, mas, ao mesmo tempo em que critica marcos conceituais anteriores, realiza uma síntese conceitual da economia e a redireciona para uma nova perspectiva. Em seu livro aparece claramente a sua preocupação com a pobreza, onde ele se opõe a concepção vigente de que ela seria inevitável e explicita. Ele evidencia no livro um profundo conhecimento dos acontecimentos econômicos de sua época e, em diversos momentos, desvia das abstrações puras para incluir sua percepção em relação ao funcionamento da economia e do setor industrial, na qual trás uma das primeiras sistematizações de Economia Industrial. Enfim, o que mais me atrai nessa obra clássica, de 1890, é sua atualidade, a racionalidade empregada por Marshall e sua lucidez em conceber uma visão dinâmica de sociedade decorrente da natureza humana.

 

Tiago Wickstrom Alves é professor e coordenador do Mestrado no programa de Pós-Graduação em Ciência Econômicas.

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição