Edição 424 | 24 Junho 2013

Sala de Leitura

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

Veja o que os colegas da Unisinos andam lendo.

MACEDO, Edir. Nada a perder: momentos de convicção que mudaram minha vida (São Paulo: Planeta, 2012)

Ao tomar contato com o livro de Edir Macedo (238 páginas), o primeiro de uma trilogia autobiográfica, fui informado que era de leitura “fácil” e “instigante”. Dito e feito! Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e líder de uma série de empresas que circundam o projeto da Igreja, entre elas a Rede Record, narra no livro best-seller, o itinerário de sua conversão. Como diz, conversão marcada por “batalhas e conquistas”, muitas delas constituídas por “episódios decisivos e inesperados” porque se encontram alicerçados na mais profunda “experiência espiritual” que, como ser humano, poderia realizar. Além de revelar como foi construindo sua identidade evangélica, Macedo transmite, em cuidadoso estilo linguístico, a imagem de uma vida pontilhada por momentos de profunda dor e rejeição. Mas nada em sua vida acontece por acaso. Todos os (des) caminhos o orientaram na direção do único realmente digno de seu esforço, que é o “Senhor Jesus”. De católico com “fé inoperante” durante a infância e adolescência e, após breve estágio numa casa espírita, passa a juventude na Igreja Evangélica Nova Vida. Mas naquela igreja não encontra o brilho do evangelista que sonhava ser. Este só pode realizar em uma nova igreja evangélica, a IURD, na qual poderia pregar, como informa, um “evangelho inteligente”, capaz de proporcionar o bem a todos que realmente se entregam a Jesus. 

Inácio José Spohr, coordenador do Programa Gestando o Diálogo Inter-Religioso e o Ecumenismo - GDIREC

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição