Edição 200 | 16 Outubro 2006

Frases da semana

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

IHU Online

 Clodovil, deputado federal!
 “Diz que o Clodovil vai renovar os programas sociais. Vai trocar o Bolsa Família pelo Pochete Família” – José Simão, humorista – Folha de S. Paulo, 10-10-2006.
"Sou feito cachorro. É só passar a mão que eu abano o rabo" – Clodovil, deputado federal eleito – Valor, 11-10-2006.

Rio dos Sinos
“Agora não tenho mais nada para comer a não ser arroz e feijão. Quero ver como vão punir os responsáveis por essa mortandade” – Zeli Coimbra, ribeirinho do Rio dos Sinos, onde 1 milhão de peixes morreram intoxicados – Zero Hora, 10-10-2006.

“Em 40 anos, eu nunca vi algo assim. É assustador” - Henrique Prieto, prresidente do Instituto Martim Pescador – Zero Hora, 101-10-2006.

Alckmin
 “Caboclo Heloísa Helena pode ter baixado em Geraldo Alckmin. A questão está sendo discutida no conselho de ética do PSOL” – Tutty Vasquez, humorista – nomínimo, 10-10-2006.

Lula
“Lula foi longe demais para satisfazer as necessidades dos investidores estrangeiros e para construir uma credibilidade junto aos mercados financeiros” – Noam Chomsky, lingüista – O Globo, 15-10-2006.
“Há quatro anos votei em Lula. Não me arrependo. Votei de coração e não me arrependo um segundo, apesar dessa terrível confusão do partido com Governo e Governo com Estado” – Caetano Veloso, compositor - El País, 14-10-2006.

PT-PSDB
 “O crescimento da renda per capita do Brasil no século 21 foi de indigente 0,8% na média anual. O século 21 dividiu-se igualmente entre os irmãos-inimigos PT e PSDB. Se ambos festejam a indigência, seria melhor mesmo que ninguém se elegesse. O país talvez caminhasse com mais garbo” – Clovis Rossi, jornalista  Folha de S. Paulo, 11-10-2006.

Estilo paulista no PT
“O PT virou um partido nacional. Não pode ficar preso a um centro de gravidade que transforma disputas paroquiais em crises nacionais. Esse estilo paulista de conduzir o PT fracassou. Não é caça às bruxas, mas é preciso que o PT comece a ouvir o PT que está dando certo. Todo o processo de organização interna tem que ser revisto. Não me peça fórmula mágica. Mas é preciso rediscutir a convivência interna. Chega de guerra civil no PT” – Marcelo Déda, governador eleito de Sergipe – PT – Folha de S. Paulo, 15-10-2006.

Mau exemplo
 “O bom de estar em Santa Cruz é que aqui a gente pode fumar à vontade,  né?! Eu estou gerando emprego, hein, gente?!” – Manuela D’Ávila, deputada federal eleita – PCdoB –RS – Zero Hora, 16-10-2006.

Clima
“O aquecimento global é o único que ameaça acabar com a civilização humana. A menos que se resolva isso, se tornará impossível solucionar outros problemas. E quando passarmos a tratar a questão ambiental corretamente, ela se tornará uma das melhores formas de aliviar a pobre” – Al Gore,  Estado de S. Paulo, 15-10-2006.
“Eu não creio mais no futuro da humanidade como espécie. As evidências estão começando a se acumular. Furacão no Brasil, ciclone, esse tempo que está fazendo, o derretimento das calotas polares. A humanidade é uma espécie estúpida que se mata desde as cavernas. Só que, agora, com técnicas mais eficientes. Não acredito na sobrevivência da humanidade, por conseqüência, não acredito na sobrevivência do Brasil” - João Ubaldo Ribeiro, escritor, membro da Academia Brasileira de Letras – Istoé, 18-10-2006.

Apartheid financeiro
“Os bancos exercem um apartheid financeiro escandaloso. Dizem que dois terços da população mundial não tem direito de usar os seus serviços. Que eles não são solventes. Definem as regras e os nós as aceitamos porque são poderosos” – Mohamad Yunus, economista – Prêmio Nobel da Paz – El País, 14-10-2006.
“Os bancos dizem que os pobres não têm avalistas por isso não podem fazer negócios com eles. Quem disse que é preciso um avalista? Não! Essa fui minha primeira luta: eliminar a necessidade de avalistas e demonstrar que podemos seguir considerando-o um negócio bancário” – Mohamad Yunus, economista – Prêmio Nobel da Paz – El País, 14-10-2006.

EUA ameaça a paz
“Existem pesquisas feitas pelos mais prestigiadas empresas de pesquisa de opinião. Segundo eles, mesmo na Europa, onde existe um certo apoio aos EUA, o país é ranqueado como a maior ameaça à paz, é considerado muito mais ameaçador do que a Coréia do Norte e Irã. É considerado uma ameaça maior também do que a China e a Rússia” – Noam Chomsky, lingüista – O Globo, 15-10-2006.
“Donde nasce o terrorismo? De um forte sentido da injustiça. Pode ser uma injustiça religiosa, política, econômica ou imaginária. Não importa. Para mim ela é real, diz o terrorista” – Mohamad Yunus, economista – Prêmio Nobel da Paz – El País, 14-10-2006.

“Bush escolheu uma resposta equivocada para responder ao terrorismo. Não era o momento de fazer guerra mas de se ocupar da pobreza. Agora vemos todo esse ódio. Que oportunidade ele desperdiçou!” – Mohamad Yunus, economista – Prêmio Nobel da Paz – El País, 14-10-2006.

Para os países mais fracos, existem só duas formas de forças de dissuasão: as armas nucleares e o terrorismo” – Noam Chomsky, lingüista – O Globo, 15-10-2006.

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição