Edição 406 | 29 Outubro 2012

Editorial

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

Novos arranjos e modalidades familiares se configuram no Brasil na contemporaneidade. Os traços característicos desses novos arranjos podem ser descritos a partir do Censo 2010. Demógrafos e outros especialistas analisam esta nova realidade da família na edição da revista IHU On-Line desta semana.

Para Ana Amélia Camarano, professora e economista do IPEA, a responsabilidade financeira familiar feminina veio para ficar no Brasil. Bárbara Cobo e Gilson Gonçalves de Matos, pesquisadores do IBGE, analisam as transformações na estrutura das famílias brasileiras. Esther Hamburger, professora da USP, reflete sobre a família brasileira das telenovelas. Sócrates Nolasco, psicólogo, descreve a individualização da família. Thierry Linard de Guertechin, demógrafo,  do Centro de Investigação e Ação Social – CIAS/IBRADES (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento), avalia que “estamos vivendo cada vez mais numa sociedade de indivíduos” e que, portanto, é preciso “aprender a viver ou conviver com famílias diferenciadas”. José Eustáquio Diniz Alves e Suzana Cavenaghi, professores da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, definem a família brasileira do século XXI como plural, complexa e diversa. José Luis Petruccelli, pesquisador do IBGE, constata a existência de uma hierarquia racial na sociedade, ao comentar que 70% dos casamentos no país acontecem entre pessoas da mesma cor ou raça. 

Completam a edição as entrevistas com o filósofo britânico Simon Blackburn, com o teólogo e moderador do Conselho Mundial das Igrejas, Walter Altmann e com Anderson Santos, mestrando em Comunicação na Unisinos.

Jacqueline Lima Dourado publica mais um artigo em memória de Valério Cruz Brittos.

A todas e a todos uma ótima semana e uma excelente leitura!

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição