Edição 373 | 12 Setembro 2011

Editorial

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

A recente criação do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, o anúncio do programa “Brasil sem miséria” e a recente pesquisa revelando que 16 milhões de brasileiros vivem na pobreza extrema, ou seja, uma população equivalente a do Chile, suscitam o debate sobre a política social brasileira na IHU On-Line desta semana.

Contribuem na discussão, Maria Sarah Telles, professora e pesquisadora no Departamento de Sociologia e Política da PUC-Rio;  Josué Pereira da Silva, professor da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp; Marilene Maia; assistente social e professora do curso de Serviço Social da Unisinos e coordenadora do Observatório de Políticas Sociais do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos; Potyara Amazoneida Pereira, professora do Programa de Pós-Graduação em Política Social da Universidade de Brasília - UnB; Sonia Fleury, pesquisadora na Fundação Getúlio Vargas – FGV, do Rio de Janeiro; e José Antônio Moroni, professor e pesquisador do Instituto de Estudos Socioeconômicos - INESC, de Brasília, participam da discussão desta edição.

A vida e a obra de Ignácio Ellacuría, filósofo e reitor da Universidade Centro-Americana – UCA, de San Salvador, confiada, como a Unisinos, à Companhia de Jesus, assassinado juntamente com mais cinco companheiros, no dia 16 de novembro de 1989, é tema de quatro conferências de José Mora Galiana, professor da Universidade Pública Pablo de Olavide, de Sevilha, Espanha. Na entrevista publicada nesta edição, Galiana descreve a contribuição específica de Ellacuría para a Filosofia Latino-Americana.

No próximo ano a Unisinos será a sede do Congresso Continental de Teologia. Recentemente, no Instituto Humanitas Unisinos – IHU, foi lançado o sítio do Congresso. Na oportunidade foi realizada a entrevista com María del Socorro Martínez, do México, Pablo Bonavía, do Uruguai e Roberto Urbina, do Chile, membros da Comissão Organizadora do evento.

O marco regulatório dos meios de comunicação, a Igreja na internet e a a exceção jurídica e o governo da vida humana segundo Giorgio Agamben, são temas dos artigos que completam esta edição. Também pode ser lida uma entrevista com José María Aguirre Oraá, professor da Universidade de La Rioja, Espanha, abordando aspectos da obra de Miguel de Unamuno e Ortega y Gasset.

A todas e a todos uma ótima semana e uma excelente leitura.

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição