Edição 276 | 06 Outubro 2008

Editorial

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

IHU Online

A crise financeira internacional. O retorno de Keynes

Nas últimas semanas, a crise financeira que abala os Estados Unidos e que tem se alastrado por todo o mundo nos incita a refletir sobre os rumos do capitalismo e sobre a maneira como a economia é conduzida internacionalmente. Da mesma forma, o assunto que mais ocupa os brasileiros hoje é: de que forma nosso país será atingido por essa crise. Igualmente preocupados com essa questão, a IHU On-Line desta semana convidou diversos economistas e estudiosos do tema, que podem nos ajudar a entender melhor o que se passa neste conturbado cenário atual.

A crise fez com que retornasse à cena um economista como John Maynard Keynes que, ainda há pouco tempo, era alijado do debate econômico, hegemonizado pelo discurso do mercado livre, sem controle, quanto menos regulado, melhor. A era do pensamento único dá sinais do seu esgotamento.

Contribuem, no debate proposto nesta edição, Antonio Prado, atual chefe da representação do BNDES em Brasília; Carlos Lessa, ex-presidente do BNDES; Fernando Ferrari Filho, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; José Guilherme Vieira, professor da Universidade Positivo e das Faculdades Integradas Santa Cruz, de Curitiba; Leda Paulani, professora da USP; Luiz Gonzaga Belluzzo, professor do Instituto de Economia da Unicamp e editor da revista Carta Capital; Roberto Camps Moraes, professor da Unisinos; Luiz Antônio de Oliveira Lima, professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV); e Gilberto Dupas, membro da Comissão de Ética da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência). Também publicamos uma entrevista com Octavio Conceição, professor do Programa de Pós-Graduação em Economia da UFRGS, fala sobre a Teoria da Regulação de Michael Aglietta. “Em linguagem regulacionista, tanto a crise dos anos 30 quanto a atual, revelam a necessidade de se construir um novo ambiente institucional capaz de assegurar novas e inéditas condições para a retomada de um novo e ‘diferente’ processo de crescimento econômico. É a esse processo que Aglietta designa como regulação”.

O poeta Augusto de Campos, numa importante e significativa entrevista, fala, a partir do seu novo livro de traduções, Emily Dickinson: não sou ninguém, sobre a sua trajetória de tradutor. Enfim, uma entrevista imperdível.

As entrevistas com a filósofa Maria Isabel Limongi, sobre as teorias de Thomas Hobbes, com o Gerson Fauth, coordenador do curso de Geologia da Unisinos, sobre o pré-sal, e três poemas inéditos do catarinense Dennis Radünz completam esta edição. 

A próxima edição da IHU On-Line circulará no dia 14 de outubro, pois dia 13 de outubro será feriado na Unisinos, uma antecipação do Dia do Professor.

A todas e todos uma ótima leitura e uma excelente semana!

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição