Edição 225 | 25 Junho 2007

Editorial

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

IHU Online

Vale do Sinos em crise. Diagnóstico e perspectivas

O importante pólo calçadista do Brasil, reconhecido pela alta produção de sapatos, está se encolhendo e reduzindo as atividades mês a mês. A crise que assola o setor, no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul, vem assustando trabalhadores e moradores da região que sobrevivem do calçado. Procurando compreender a dramática situação que se estende desde 2005, a IHU On-Line discute os vários aspectos da crise. Trata-se de uma crise conjuntural ou do esgotamento de um modelo que já deu o que tinha que dar?  Para esse debate, convidamos Eloísa Capovilla, professora do PPG em História da Unisinos, que contribui com uma breve análise histórica da implantação da indústria do couro e do calçado na região. O Prof. Dr. Adayr da Silva Ilha, da UFSM, reflete sobre a história da formação econômica do Rio Grande do Sul a partir da história do desenvolvimento brasileiro. Segundo ele, “de nada adianta crescermos a altas taxas, se esse crescimento não servir para o resgate da dívida social do País”. O Prof. Dr. Sérgio Schneider, da UFRGS, atualmente na Inglaterra, analisa a situação do setor hoje. Ele destaca que uma solução imediata é impossível, e afirma que “não há alternativas capazes de serem instaladas no curto prazo de tempo”.

O coordenador do PPG em Engenharia de Produção da Unisinos Giancarlo Medeiros Pereira avalia o impacto das mudanças mercadológicas sobre o perfil de competências gerenciais nas empresas calçadistas gaúchas voltadas à exportação. Já José Antônio Fialho Alonso, cientista político, avalia que o setor calçadista do Vale do Sinos não irá recuperar o tamanho e a importância que alcançou na década de 1980. Para Tarcísio Zimmermann, deputado federal pelo PT-RS, o governo tem tentado ajudar o setor, mas “ainda não está sensibilizado para a gravidade” do quadro.  Também participam do debate João Batista Xavier da Silva, secretário-geral da CUT-RS, Francine Pujol, recém-graduada em Moda, e Armin Rudy Bloss, vice-prefeito de Campo Bom.

As entrevistas são intercaladas com o depoimento de três pessoas que foram demitidas da Reichert Calçados, empresa que, até o fim de julho, demitirá todos os funcionários da sede, localizada em Campo Bom, no Vale dos Sinos, totalizando 400 novas demissões. 

Ainda nesta edição da IHU On-Line, o impacto da reflexão filosófica de Richard Rorty, recentemente falecido, é comentado por Gianni Vattimo. Por sua vez, a morte do importante historiador dos Concílios Ecumênicos Giuseppe Alberigo é comentada pelo historiador brasileiro José Oscar Beozzo.

Somente no último final de semana estreou, em Porto Alegre, Batismo de Sangue, de Helvécio Ratton, que é o Filme da Semana desta edição. Além disso, será exibido, nesta semana, no IHU, o filme O céu de Suely, de Karim Aïnouz. Sobre o filme, Stella Meneghel, professora do PPG em Saúde Coletiva da Unisinos, tece observações pertinentes, em entrevista concedida à IHU On-Line.

A todos e todas uma boa semana e uma ótima leitura!

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição