Edição 478 | 30 Novembro 2015

Ética e subjetividade: análise da estrutura subjetiva da vida ética segundo Lima Vaz

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Redação

Cadernos IHU em sua 52ª edição publica Ética e subjetividade: análise da estrutura subjetiva da vida ética segundo Lima Vaz, de Roseane Welter.
Ética e subjetividade: análise da estrutura subjetiva da vida ética segundo Lima Vaz

O centro da reflexão vaziana é o homem. Pensar a subjetividade significa compreender o sujeito na sua essência para então compreender o mundo no qual ele está inserido e onde se encontra em constante relação com o ethos. Para isso, não basta pensar o indivíduo como agente ético, mas é preciso adotar uma postura de vida pautada na Ética, viver eticamente tanto em nível individual como em nível social. Ser uma pessoa ética implica coerência não só nas ações, mas sobretudo na vida. A pesquisa apresenta o itinerário de Henrique Cláudio de Lima Vaz sobre a estrutura subjetiva da vida ética seguindo o movimento dialético do operar da Razão prática. O trabalho é organizado da seguinte forma: o primeiro capítulo destaca a relação de Lima Vaz com a Ética filosófica e os três capítulos seguintes abordam a Estrutura subjetiva da vida ética, objeto da pesquisa, a partir do percurso do silogismo prático de Lima Vaz sobre a vida ética: universalidade, particularidade e singularidade.

Para acessar a versão digital clique e acesse

 

Esta e outras edições dos Cadernos IHU podem ser adquiridas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos - IHU ou solicitadas pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Informações pelo telefone 55 (51) 3590 8247.

Últimas edições

  • Edição 551

    Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

    Ver edição
  • Edição 550

    Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

    Ver edição
  • Edição 549

    Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

    Ver edição