Educação, indivíduo e biopolítica: A crise do governamento

O número 247 do Cadernos IHU ideias traz o artigo de Dora Lilia Marín-Díaz, da Universidad Pedagógica Nacional de Bogotá, na Colômbia, com o título Educação, indivíduo e biopolítica: a crise do governamento

Por: Redação

Na apresentação do texto, a autora destaca que “os procedimentos de exercitação usados pelos humanos há muitos séculos, para tentarmos saber de nós mesmos e aperfeiçoarmos nossos modos de existência, adotaram novas formas em função dos propósitos de sucesso e felicidade que aparecem como centrais nas formas de governamento neoliberal”.  Assim, Dora se propõe a explorar “os modos como tais asceses – chamadas por Sloterdijk ‘antropotécnicas’ – teriam funcionado e funcionam nas sociedades atuais” manifestadas nas práticas educativas. Para ela, “esses modos de governamento biopolíticos, de controle e gestão da vida individual, teriam seu contraponto em outras condutas que se orientam para práticas coletivas e de responsabilização social”.

 

Acesse o artigo, em versão PDF.

 

Esta e outras edições dos Cadernos Teologia Pública podem ser obtidas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos – IHU, no campus São Leopoldo da Unisinos (Av. Unisinos, 950), ou solicitadas pelo endereço Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

 

Informações pelo telefone 55 (51) 3590-8213.

Comentários

Deixe seu comentário

Digite seu comentário (obrigatório):
Nome (obrigatório): Email (não será publicado): Website (opcional):
Digite o código de verificação:
Click to refresh image