Edição 487 | 13 Junho 2016

A encíclica Laudato Si' e os animais

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Gilmar Zampieri

Cadernos Teologia Pública, em sua 110ª edição, traz o artigo de Gilmar Zampieri, mestre em Teologia e em Filosofia, professor no Centro Universitário La Salle - UNILASALLE e na Escola de Teologia e Espiritualidade Franciscana - ESTEF

O texto faz uma leitura crítica da encíclica Laudato Si’, do Papa Francisco, mostrando o alcance da ecologia integral e os seus limites quando se pensa uma questão específica como é o caso dos animais e seus direitos. Entre os humanos e o meio ambiente, há os animais. Os animais não compõem o meio ambiente e não são recursos naturais que precisam ser preservados para o bem dos humanos. Os animais não compõem a paisagem. Eles não são coisas da natureza, eles são alguém com interesses e direitos que merecem nosso respeito, e não somente nossa compaixão. Nesse aspecto é um erro dizer que a crise atual é socioambiental. Mais correto então seria dizer que a crise é sócio-animal-ambiental. O texto, portanto, tematiza e problematiza a Laudato Si’ desde a perspectiva de uma ética e teologia da libertação animal.

 

Acesse o artigo completo em PDF está disponível.

 

Esta e outras edições dos Cadernos IHU ideias podem ser adquiridas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos - IHU ou solicitadas pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Informações pelo telefone 55 (51) 3590 8213.■

Últimas edições

  • Edição 530

    Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

    Ver edição
  • Edição 529

    Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

    Ver edição
  • Edição 528

    China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

    Ver edição