Edição 374 | 26 Setembro 2011

Karl Marx e a crise financeira

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Graziela Wolfart

Saiba mais sobre o Ciclo de Estudos: Repensando os Clássicos da Economia


Em tempos de crise econômica global, uma boa alternativa pode ser retomar os autores clássicos da economia, no sentido de buscar possíveis respostas para o cenário atual. É dentro desta proposta que o Instituto Humanitas Unisinos – IHU promove o Ciclo de Estudos: Repensando os Clássicos da Economia, que busca discutir as possibilidades e os limites de uma economia social e eticamente regulada e fomentar o debate de ideias a fim de se perceber uma possível contribuição para a solução de problemas do nosso tempo ou, no mínimo, procurar alertar para que não se repitam os mesmo erros.

Hoje, dia 26 de setembro, é dia de estudar sobre Karl Marx, a importância e atualidade de sua obra em tempos de crise financeira. Quem conduz o debate das 20h às 22h, na Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros – IHU, é o professor Dr. Fernando Maccari Lara, da Unisinos.

Para ele, Marx é, sem dúvida, “um dos mais importantes economistas políticos clássicos. Sua investigação trouxe contribuições nos dois campos essenciais: a teoria do valor e distribuição e a teoria da acumulação”. A respeito da teoria do valor e distribuição, Fernando Lara recorda que Marx “introduziu o esquema de preços de produção e, na teoria da acumulação, foi um dos pioneiros no questionamento à lei de Say”, observando que a “‘realização’ da mais-valia e da produção em geral dependia essencialmente dos gastos capitalistas”. No entanto, como é comum entre os pensadores, continua Lara, Marx “deixou algumas lacunas, a partir das quais puderam avançar outros economistas políticos importantes como Kalecki e Sraffa. O aspecto da continuidade no trabalho intelectual dos economistas políticos clássicos é de fundamental importância e foi certamente valorizado por Marx, que empreendeu um exaustivo estudo para compreender a história do pensamento clássico, publicado sob o título de Teorias da mais-valia”.
O Ciclo de Estudos: Repensando os Clássicos da Economia segue até o dia 7 de novembro de 2011. O próximo autor a ser estudado será John Keynes, em 10 de outubro. Mais informações podem ser obtidas em http://bit.ly/ndTF3S

Últimas edições

  • Edição 541

    Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

    Ver edição
  • Edição 540

    Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

    Ver edição
  • Edição 539

    Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

    Ver edição