Edição 341 | 30 Agosto 2010

Campanha 10:10:10 e o Tempo da Criação

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Moisés Sbardelotto

O dia 10 de outubro de 2010 (ou 10:10:10) será lembrado pela história. Milhares de pessoas e organizações de todo o mundo se comprometem a reduzir em 10% o seu consumo de carbono. Uma campanha que para as Igrejas começa no dia 1º de setembro: o Tempo da Criação

Em um dia, qual é a sua “contribuição” para a emissão mundial de CO2 e, assim, para as mudanças climáticas? Para reverter esse quadro, você se comprometeria em reduzir 10% do seu consumo de carbono? Essa é a proposta da campanha mundial 10:10:10, que visa transformar o dia 10 de outubro de 2010 na data com o maior número de ações positivas contra as mudanças climáticas da história. Em todo o mundo, milhares de pessoas darão pequenos passos para reduzir suas emissões de CO2 e o seu consumo de carbono.

A proposta teve início a partir da campanha 10:10 Global, fundada em 2009 por Franny Armstrong, diretora do filme-documentário A Era da Estupidez, sucesso de bilheteira sobre as mudanças climáticas. A ideia era mobilizar e unir todos os setores da sociedade para promover um corte de 10% no consumo de carbono a partir de 2010. A campanha foi lançada oficialmente em Londres, em setembro de 2009. Nas primeiras 72 horas, 10 mil pessoas, empresas, escolas e organizações se somaram ao projeto. Hoje, já reúne quase 100 mil pessoas de 128 países, milhares de empresas e escolas, e até governos, que se comprometem a fazer ações concretas e imediatas para atingir a meta de redução de 10%.

Em 2010, a 10:10 Global uniu-se à campanha mundial 350.org para organizar o 10:10:10, também conhecido como Dia Global de Soluções Climáticas. A 350.org busca soluções para a crise climática a partir de uma conscientização em torno das 350 partes por milhão de CO2, taxa que, se for superada, segundo os cientistas, acelerará ainda mais os danos causados pelo aquecimento global, que são já visíveis. No dia 10 de outubro de 2009, a 350.org coordenou mais de 5.200 marchas e manifestações simultâneas em 181 países, naquilo que a CNN chamou de “o mais abrangente dia de ação política na história do planeta”.
Com força redobrada, portanto, ambas as organizações estão mobilizando pessoas, organizações, empresas, instituições de ensino e até mesmo governos para realizarem ações práticas e imediatas de redução do consumo de carbono durante um ano a partir de 2010 – obviamente, sem parar por aí, sendo este apenas o marco inicial.

As medidas podem ser pontuais e depender apenas da sua própria vontade: por que não usar a semana do dia 10:10:10 para ir ao trabalho de bicicleta ou usando o transporte coletivo? Ou talvez trocar suas lâmpadas incandescentes por modelos mais econômicos? Ou desligar todas as luzes e aparelhos do seu escritório nos finais de semana, quando não são utilizados? Ou então preferir o ar que entra pelas janelas, ao invés do ar condicionado? Ou ainda comer alimentos produzidos localmente e que sejam da estação? Ou então usar garrafas de água pessoais reutilizáveis, dispensando o consumo de garrafas e copos plásticos? Ou também pensar duas vezes antes de imprimir um documento? Ou então mobilizar seus amigos e conhecidos para fazer o mesmo?

Por uma feliz coincidência, o dia 10 de outubro de 2010 está a exatas 10 semanas do encontro dos políticos do mundo inteiro, que se reúnem novamente no México para tentar finalizar o acordo climático que não foi alcançado em Copenhague. Por isso, uma das campanhas que compõem o mosaico de ações do 10:10:10 é a Começar por cima. O abaixo-assinado pede que os líderes mundiais incentivem a instalação de painéis solares em seus países até o dia 10:10:10 e que assumam um real compromisso para criar políticas que possam fomentar o uso de energias limpas. A empresa de energia solar Sungevity concordou até em doar painéis a qualquer líder mundial que esteja disposto a “começar por cima” nesse dia. O presidente Mohamed Nasheed, das Maldivas, e a presidente Pratibha Patil, da Índia, por exemplo, já se comprometeram com a proposta. Também há um abaixo-assinado dirigido especificamente ao presidente Lula, convocando-o a instalar painéis solares nos telhados do Palácio da Alvorada e a criar uma legislação que possibilite que os brasileiros ajudem na construção de um “futuro de energias limpas”. Veja mais em putsolaron.it/brasil.

A campanha 10:10:10 também conta com a colaboração das Igrejas e movimentos pertencentes ao Conselho Mundial de Igrejas e da European Christian Environmental Network – ECEN (Rede Europeia Cristã para o Meio Ambiente). Tradicionalmente, as Igrejas celebram todos os anos, de 1º de setembro (primeiro dia do ano da Igreja Ortodoxa) a 4 de outubro (dia de São Francisco de Assis, na tradição católica), o “Tempo da Criação”, um período de reflexão e ação pela preservação do meio ambiente e de promoção de formas de vida que respeitem o habitat criado por Deus. Excepcionalmente neste ano, o “Tempo da Criação” se prolongará até o dia 10 de outubro, exatamente para se unir à campanha 10:10:10.

O Instituto Humanitas Unisinos – IHU também se somou à causa e publicará diversos materiais de conscientização e reflexão, nas Notícias do Dia, nas Entrevistas do Dia, no blog e na revista IHU On-Line, assim como irá dar passos concretos nesse sentido. Acompanhe e saiba mais dentro das próximas semanas.

Últimas edições

  • Edição 513

    Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

    Ver edição
  • Edição 512

    Revolução Pernambucana. Semeadura de um Brasil independente, republicano e tolerante

    Ver edição
  • Edição 511

    Francisco Suárez e a transição da escolástica para a modernidade

    Ver edição