Edição 337 | 09 Agosto 2010

Congresso Continental de Teologia. Projeto e convocação

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

-

Publicamos o projeto e a convocação do Congresso Continental de Teologia, a ser realizado nos dias 8 a 11 de outubro de 2012 na Unisinos e o Instituto Humanitas Unisinos – IHU participa da comissão organizadora.

Publicamos o projeto e a convocação do Congresso Continental de Teologia, a ser realizado nos dias 8 a 11 de outubro de 2012 na Unisinos e o Instituto Humanitas Unisinos – IHU participa da comissão organizadora.

Publicamos a seguir o projeto e a convocação do Congresso Continental de Teologia, a ser realizado nos dias 8 a 11 de outubro de 2012. O texto foi publicado nas Notícias do Dia 07-07-2010, no endereço http://migre.me/11CbK. O Congresso realizar-se-á na Unisinos e o Instituto Humanitas Unisinos – IHU participa da comissão organizadora.

CONGRESSO CONTINENTAL DE TEOLOGIA
50 anos do Vaticano II e 40 anos da Teologia Latino-americana
8, 9, 10 e 11 de outubro de 2012
UNISINOS, São Leopoldo, RS, Brasil

1. Justificativa

O ano de 2012 será um ano muito significativo para a Igreja na América Latina e no Caribe: são os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II, realizada pelo papa João XXIII, e os 40 anos da publicação do livro de Gustavo Gutiérrez  – Teologia da Libertação. Perspectivas –, que inaugura a rica trajetória da teologia em nosso Continente. Para celebrar estes dois acontecimentos que marcaram a Igreja em geral, particularmente na América Latina, a Ameríndia propõe a realização de um Congresso Continental de Teologia.

As duas referências comemorativas dão a perspectiva do evento: reler a partir do novo contexto em que vivemos, a tradição latino-americana tecida em torno da recepção criativa do Vaticano II  por Medellín , pelas práticas das comunidades eclesiais inseridas em um contexto de injustiça social, a centralidade da Palavra e a leitura popular da Bíblia, a opção pelos pobres, o testemunho dos mártires das causas sociais e a nossa peculiar reflexão teológica, em chave libertadora.

Com o novo impulso dado por Aparecida  à tradição latino-americana, o momento atual é muito oportuno para mobilizar a comunidade teológica no Continente, depois de anos particularmente difíceis, marcados por tensões, desencantamentos, falta de perspectivas, dispersão e inclusive certa desmobilização dos teólogos e das teólogas.

A finalidade do Congresso Continental não é fazer um balanço da trajetória da teologia na América Latina e no Caribe. Em grande medida, esta difícil e importante tarefa já foi feita em diferentes congressos nacionais e internacionais, nos últimos anos. O que mais urge, na atualidade, é olhar para o futuro, olhar longe e, portanto, a oportunidade de um Congresso prospectivo, que se pergunte sobre os desafios e tarefas futuras da teologia na América Latina, a partir do nosso contexto cultural, social, político, econômico, ecológico, religioso e eclesial, globalizado e excludente.

A teologia na América Latina e no Caribe não pode perder de vista seu lugar e sua função: como inteligência reflexa da experiência de fé das comunidades eclesiais, inseridas num mundo que exclui as maiorias, necessita continuar sendo instância retro-alimentadora destas mesmas comunidades frente aos seus novos desafios e perguntas, postos por um mundo que passa por profundas transformações.

2. Objetivos

Objetivo geral

Reunir, em Congresso Continental precedido por Jornadas Teológicas Regionais, a comunidade teológica do Continente em torno do Vaticano II e da teologia latino-americana, para discernir os novos desafios de uma época marcada por profundas transformações e as consequentes tarefas para uma teologia como serviço à Igreja e à humanidade, em um mundo pluralista e globalizado.
Objetivos específicos

Celebrar os 50 anos da abertura do Vaticano II e os 40 anos da publicação do livro de Gustavo Gutiérrez – Teologia da Libertação. Perspectivas.
Realizar, no Congresso Continental e nas Jornadas Teológicas Regionais, uma análise da conjuntura cultural, econômico-social e política mundial, particularmente da América Latina e do Caribe, para que a inteligência da fé não perca de vista o real da realidade de nossos povos.

Propiciar uma análise da realidade eclesial atual, em chave continental e mundial, para identificar os obstáculos e as possibilidades da reforma do Vaticano II e das intuições da teologia latino-americana.

Reler, a partir do novo contexto em que vivemos, a tradição latino-americana.
Discernir os desafios e tarefas futuras da teologia na América Latina, a partir do nosso novo contexto cultural, social, político, econômico, ecológico, religioso e eclesial, pluralista, globalizado e excludente.

Contribuir para que a teologia latino-americana continue sendo instância retro-alimentadora das comunidades eclesiais inseridas no mundo em perspectiva libertadora, frente aos novos desafios oriundos de um mundo pluralista e globalizado.

3. Estratégia: Jornadas Teológicas Regionais em 2011

Para mobilizar a comunidade teológica, em vista do Congresso, serão realizadas Jornadas Teológicas prévias, em 2011, em quatro regiões do Continente, em torno dos mesmos objetivos do Congresso Continental de 2012: uma, no México (DF), para o México e os hispânicos nos Estados Unidos; outra, na Guatemala, para a América Central e o Caribe; uma terceira, em Bogotá, para os países andinos; e uma quarta, em Santiago do Chile, para o Cone Sul e o Brasil.

Últimas edições

  • Edição 515

    Renúncia suprema. O suicídio em debate

    Ver edição
  • Edição 514

    Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

    Ver edição
  • Edição 513

    Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

    Ver edição