Edição 220 | 21 Mai 2007

Editorial

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

IHU Online

Nesta semana acontece na UNISINOS e na PUC-Rio o Simpósio Internacional O Futuro da Autonomia. Uma sociedade de indivíduos? Grandes conferências, minicursos e outras atividades, buscarão conceitualizar e debater, em uma visão transdisciplinar, o impacto cultural da autonomia do sujeito nas relações sociais, políticas, econômicas, ecológicas e religiosas.

A IHU On-Line se propôs a adiantar o debate. Neste número que está em suas mãos, é possível encontrar uma espécie de subsídio para os temas que serão discutidos neste evento internacional. Assim entrevistamos o psicanalista Alfredo Jerusalinky, que fala sobre os novos enlaces entre o gozo e o saber; o poeta e jornalista Affonso Romano de Sant’Anna, que associa arte e autonomia; o antropólogo Carlos Steil, que aborda a temática do simpósio sob o viés do campo religioso; o filósofo Ernildo Stein, que fala sobre o destino do ser na era do individualismo; o filósofo francês Jean-Claude Monod, que discute a autonomia no contexto da secularização; o psicanalista e filósofo Mario Fleig, para quem “o delírio de autonomia poderia ser descrito como a dissolução dos fundamentos da moral”; o filósofo brasileiro Paulo Roberto Monteiro de Araújo, que aborda a contribuição de Charles Taylor na compreensão da autonomia e o filósofo francês Paul Valadier, que fala sobre o futuro da autonomia, política e niilismo. Contribuem também nesta edição Robert Castel, autor do livro “As metamorfoses da questão social” e Santiago Zabala, que conjuntamente com Gianni Vattimo, escreveu vários livros.

Os trabalhos da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe (Celam), que está acontecendo em Aparecida, São Paulo são comentados por Maria Clara Bingemer, decana do Centro de Teologia e Ciências Humanas – CTCH - da PUC-Rio. Por sua vez, Luiz Alberto Gómez de Souza, sociólogo, reflete sobre a visita de Bento XVI ao Brasil, no artigo, anteriormente publicado nas Notícias do Dia,  “Um véu de integrismo e fundamentalismo ameaça o mundo pluralista de hoje”.

O filme da semana é Hércules 56 de Sílvio Da-Rin. “Hércules 56 joga luz sobre esses quase 40 anos passados entre aquela época de paixão política e o anódino mundo de hoje. A história olha a si própria. O que foi feito do sonho, da violência, da esperança radical? É algo que também cabe à história responder”, comenta Luiz Zanin Oricchio.

Desejamos que os/as participantes do Simpósio Internacional O Futuro da Autonomia. Uma sociedade de indivíduos? sejam muito bem-vindos/as na UNISINOS!

A todas e todos uma ótima leitura e uma excelente semana!

Últimas edições

  • Edição 546

    Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

    Ver edição
  • Edição 545

    Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

    Ver edição
  • Edição 544

    Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

    Ver edição