Edição 534 | 15 Abril 2019

A liturgia, 50 anos depois do Concílio Vaticano II: marcos, desafios, perspectivas

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

A edição 140 dos Cadernos Teologia Pública apresenta o A liturgia, 50 anos depois do Concílio Vaticano II: marcos, desafios, perspectivas, de Andrea Grillo. No artigo o autor italiano faz uma referência histórica ao processo litúrgico desenvolvido pela Comissão Ecclesia Dei a partir do Concílio Vaticano II. Grillo parte da premissa que a Comissão “é incapaz de promover a continuidade da tradição litúrgica posterior ao Concílio, ao contrário, a mina explicitamente”. O teólogo defende a necessidade de uma “virada série e serena que reconheça eficazmente o que é central e o que deve ser descartado”.

 

Ademais, apresentam-se críticas ao que o autor denomina como “apegos nostálgicos e ressentimentos antimodernos”, contrapondo o modelo de “Igreja em saída, minimamente interessada no fato de que existe algo fora de si mesma”. Por fim, defende que o “papa Francisco é o melhor teólogo” para pensar o desenvolvimento litúrgico, pois “é o Bispo de Roma que nasceu eclesialmente com o Concílio”, embora não seja “liturgista especialista”, porém é sua “experiência prática e a ausência de pré-compreensões ideológicas” que lhe permitiram falar e fazer marcos litúrgicos.

Andrea Grillo é filósofo e teólogo italiano, leigo, especialista em liturgia e pastoral. Doutor em teologia pelo Instituto de Liturgia Pastoral, de Pádua, é professor do Pontifício Ateneu Santo Anselmo, de Roma, do Instituto Teológico Marchigiano, de Ancona, e do Instituto de Liturgia Pastoral da Abadia de Santa Giustina, de Pádua. Também é membro da Associação Teológica Italiana e da Associação dos Professores de Liturgia da Itália.

Acesse a versão completa deste Cadernos Teologia Pública.

Estas e outras edições dos Cadernos Teologia Pública também podem ser obtidas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos - IHU, no campus São Leopoldo da Unisinos (Av. Unisinos, 950), ou solicitadas pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Informações pelo telefone (51) 3590-8213.

Últimas edições

  • Edição 537

    A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

    Ver edição
  • Edição 536

    Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

    Ver edição
  • Edição 535

    No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

    Ver edição