Edição 505 | 22 Maio 2017

Publicações - Indicadores de Bem-Estar Humano para Povos Tradicionais: O caso de uma comunidade indígena na fronteira da Amazônia Brasileira

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Cadernos IHU Ideias

O artigo de Luiz Felipe Barboza Lacerda e Luis Eduardo Acosta Muñoz apresenta inovadora construção e aplicação de Indicadores de Bem-Estar Humano partindo de uma perspectiva autodeclarada por indígenas e ribeirinhos da Amazônia a respeito do conceito de Bem-Estar. A partir disso, apresentam-se os Indicadores de Bem-Estar para Povos Tradicionais (IBPT), apoiados em cinco grandes Capacidades: Controle Coletivo Sobre o Território; Agenciamento Cultural Autônomo; Capacidade de Garantir Autonomia Alimentar; Construção de um Ambiente Tranquilo para se viver; e Autocuidado e Reprodução. Os IBPT foram aplicados junto a comunidades indígenas e ribeirinhas da Amazônia brasileira e colombiana; este artigo expõe o caso da comunidade indígena de etnia Cocama, Nova Aliança, localizada no município de Benjamin Constant, na tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Os resultados socializam importantes avanços metodológicos na construção de indicadores fidedignos a respeito do Bem-Estar das populações tradicionais.

Luiz Felipe Barboza Lacerda realizou doutorado e Mestrado em Ciências Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, tendo feito graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente é docente e pesquisador da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) e Secretário Executivo do Observatório Nacional de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida (Olma).

Luis Eduardo Acosta Muñoz é economista, PhD em Economia Social pela Universidad del País Vasco/Euskal Herriko Unibertsitatea e realizou mestrado em Desenvolvimento Sustentável
pela Pontificia Universidade Javeriana. É pesquisador do Instituto Amazónico de Investigaciones Científicas SINCHI (Colômbia), Pesquisador Colaborador – Observatório Nacional de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida (Olma).

Esta e outras edições do Cadernos IHU ideias podem ser obtidas diretamente no Instituto Humanitas Unisinos – IHU, no campus São Leopoldo da Unisinos (Av. Unisinos, 950), ou solicitadas pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Informações pelo telefone (51) 3590-8213.

Últimas edições

  • Edição 508

    Populismo segundo Ernesto Laclau. Chave para uma democracia radical e plural

    Ver edição
  • Edição 507

    Gênero e violência - Um debate sobre a vulnerabilidade de mulheres e LGBTs

    Ver edição
  • Edição 506

    Os coletivos criminais e o aparato policial. A vida na periferia sob cerco

    Ver edição